O transplante

Transplante de bonsais

Muitas vezes perguntamo-nos quando devemos realizar o transplante de bonsais. As raízes de todas as árvores crescem para encontrar a água e os nutrientes que são necessários à vida. Assim, quando uma árvore cresce numa bandeja, as raízes crescem para ocupar todo o espaço limitado.

Ao mesmo tempo, a terra está desgastada e perde o poder de fornecer os nutrientes de que a árvore precisa. Ao regar, notamos que a água penetra com cada vez mais dificuldades na terra envelhecida. Se levantarmos a árvore da bandeja, veremos que as raízes formam uma bola grossa e emaranhada. Este será o momento de pensar no transplante.

 

O transplante

Em que época devemos transplantar?

O momento favorável para o transplante é geralmente no final da letargia do inverno, pouco antes de a árvore começar o seu período de crescimento.

Como transplantar?

1. Prepare bem a bandeja, as ferramentas e a terra que vamos utilizar para não interromper constantemente o transplante à procura de uma ferramenta perdida.

2. Levante a árvore da bandeja, remova a terra antiga, desembaraçando as raízes auxiliadas por um kumade (pequeno ancinho) e até pelo fluxo de água de uma torneira ou mangueira.

3. Apare cerca de um terço das raízes.

4. Volte a plantar a árvore com terra nova que faremos entrar entre as raízes com a ajuda de um palito, tentando não ficar com “bolsas de ar”.

5.Regue bem, até que a água saia limpa através dos orifícios no fundo da bandeja.

Que terra deve ser utilizada?

Os bonsais vivem bem em terras granuladas, como o akadama, misturadas com um dreno como Terrabonsai. A proporção varia de acordo com a espécie, mas, em princípio, o akadama é derramado numa camada no fundo da bandeja (capacidade de 50%) para criar uma boa drenagem. A segunda camada é de Terrabonsai, na qual as raízes se desenvolverão mais.

Akadama é o substrato mais conhecido para o bonsai, quer seja sozinho ou misturado com outros substratos (kanuma, Terrabonsai …). As propriedades que fazem do akadama um produto muito interessante para o cultivo de bonsais são a boa drenagem (as suas raízes serão mais bem oxigenadas) e a resistência à degradação.

O Terrabonsai é composto de turfa loira, akadama e grés vulcânico. Com a mistura dos diferentes componentes, é obtido um substrato ideal para os fãs iniciantes; a combinação perfeita entre ar e água retida pelo substrato oferece a possibilidade de não estar excessivamente dependente da rega, visto reter bem a água.

Outro substrato a considerar é o kanuma (pH 4). Adequado para o cultivo de bonsais que precisam de um substrato ácido, principalmente as azáleas (rododendros) e algumas coníferas.

Frequência do transplante

A frequência varia de acordo com a espécie. Em geral, os bonsais jovens crescem mais que os bonsais maduros e precisam de um transplante mais frequente.

A frequência do transplante pode variar muito, desde árvores frutíferas que geralmente são transplantadas anualmente até coníferas que podem ser transplantadas aproximadamente a cada 4 a 6 anos.

Estes números são de orientação, visto que é necessário observar cada árvore individualmente para saber quando é que ela precisa de um transplante.

O que é que deve ser tido em conta após um transplante?

Um transplante no momento certo não representa uma grande dificuldade para a árvore. Mas até que as raízes comecem a funcionar novamente, devemos protegê-la do vento e do sol até que comece a brotar, pulverizando as folhas com frequência.

Mistral Bonsai, preparámos um kit de manutenção básica para o seu bonsai: fertilizante, regador, tesoura e um pequeno guia de trabalho para o bonsai. Tudo o que é imprescindível!