Como dar-lhes forma

Poda

A poda significa direcionar a formação de uma árvore. Com a poda, aprenderemos como dar forma aos bonsais e eliminar galhos defeituosos (os que se cruzam) ou desnecessários (os que saem de uma área indesejada do tronco).

A melhor época para podar é geralmente no final do inverno, quando as árvores estão em repouso e não sai muita seiva das feridas da poda. Para podar, devemos utilizar ferramentas de corte côncavas adequadas, que fazem cortes limpos e proporcionam uma fácil cicatrização. Quando as feridas de poda forem grandes, será conveniente cobri-las com pasta seladora para garantir a sua cicatrização perfeita.


O Pinçado

O pinçado é a poda dos rebentos verdes dos bonsais. Tem este nome porque, tradicionalmente, as pontas dos rebentos eram partidas (puxando-as) com os dedos, utilizando-as como pinças.

O pinçado serve para direcionar e controlar o crescimento dos rebentos. Com o pinçado, podemos aumentar a densidade dos galhos e reduzir o tamanho das folhas. Também podemos atrasar, com beliscões, o crescimento dos rebentos demasiado fortes, equilibrando assim o vigor das árvores.

Como é fácil imaginar, cada espécie é pinçada de forma diferente, à medida que os seus rebentos crescem. Em geral, pinçamos quando os rebentos são muito macios, aumentando rapidamente a densidade dos galhos. Por outro lado, se deixarmos os rebentos crescerem (até que o caule endureça) antes de os pinçar, atrasaremos o crescimento, visto que, após o corte, levarão muito tempo a crescer novamente.

Em geral, as árvores que não param de crescer durante a estação são pinçadas várias vezes (como ficus, oliveiras, etc.) Por outro lado, as árvores que têm apenas um crescimento anual (como faia, pinheiro etc.) são pinçadas apenas uma vez.

Pode encontrar informações mais detalhadas sobre o pinçado nas edições especiais da revista Bonsai Pasión, dedicada à poda.

Estojo de ferramentas Mistral Bonsai

Permite que disponha das principais ferramentas para trabalhos básicos num bonsai.

VER MAS

A fiação

Utilizamos a fiação para corrigir a inclinação dos galhos. O fio permite-nos utilizar galhos que, de outra forma, teríamos de podar. De certa forma, o fio substitui a força do peso dos galhos nas grandes árvores da natureza.

Enrolamos o fio nos galhos e no tronco, sem apertar demais, para que o fio não fique marcado na casca da árvore. É conveniente que exista um espaço entre o fio e o ramo onde uma folha de papel passa. Como os galhos são grossos, devido ao seu crescimento, removeremos o fio antes que ele se crave na casca.

O fio atualmente utilizado é o fio de alumínio anodizado, cor de cobre velho. É um fio extraordinariamente flexível e resistente. A espessura do fio depende da força a ser aplicada para dobrar os galhos. Em geral, as espessuras variam de 0,5 mm a 5 mm.

A regra de ouro da fiação consiste em não deixar sinais da sua passagem na casca.